Loja

Contemporânea#5

20,00 €

Uma pintura é uma pintura é uma pintura é uma pintura

Mais Detalhes

Contemporânea#4

20,00 €

A quarta edição impressa da Contemporânea explora e considera o campo expandido da imagem em movimento na prática artística recente. Traça genealogias, contextualiza novos desenvolvimentos possibilitados pelos avanços da tecnologia digital e em rede. O cinema, o vídeo e a Internet, ou, mais concretamente, os novos media, exercem uma influência considerável na arte contemporânea espelhando as questões que o mundo de hoje coloca.

Mais Detalhes

Contemporânea#3

20,00 €

Esta edição especial da Contemporânea ensaia um pensamento sobre as possibilidades da linguagem escultórica. Reflectindo sobre as novas abordagens conceptuais, formais e as suas particularidades definidoras. Que métodos, linguagens e propósitos assume a escultura na prática artística contemporânea?

Mais Detalhes

Contemporânea#2

20,00 €

Deriva Urbana: Lisboa tem como editor convidado Sérgio Fazenda Rodrigues e foca-se na cidade de Lisboa, tendo como referência a ideia de Dérive. Entendida na lógica de Guy Debord, enquanto processo de apropriação espacial, a Dérive surge como uma deambulação onde se opera o (re)conhecimento de um dado território.

Mais Detalhes

Contemporânea#1

10,00 €

A 1ª edição em papel intitulada "Crónicas de Arte" é dedicada à dinâmica artística da cidade do Porto. Reúne textos, entrevistas e ensaios visuais por artistas, curadores e outros agentes activos na cidade, tem como editora convidada a curadora Antonia Gaeta.

Mais Detalhes

Contemporânea #6

20,00 €

Que a mão no olhar percorre

Encarado como um acto de procura que evolui por sucessivas auscultações, hesitações e afirmações, o desenho assenta na curiosidade e na vontade de apreender. Desenhar é tatear com o olhar, com o pensamento e a intuição, numa sincronia que evolui com vontade própria. É buscar, ensaiar, estudar e entender o que fitamos no exterior, mas é também um acto de encontro com o que nos fita internamente.

Numa sobreposição de existências, o desenho conhece e reconhece o mundo — o que nele vemos e ocultamos, e quem o perscruta, nomeia e formaliza. O seu carácter de pensamento em acção ou de registo em movimento, permite entender aquilo que se aponta, compreendendo aquele que desenha. Numa acção que pode provir da mesma entidade, ou reportar-se a vários intervenientes, quem desenha procura, regista e pondera(-se) (n)um sistema rizomático em que a manifestação e o conhecimento não são lineares. Talvez, por isso, a elasticidade do desenho habite a raiz do pensamento criativo e aí encontre várias expressões. Das artes visuais à música, da dança à arquitectura, ou da performance à poesia, o desenho indaga, equaciona, propõe e explana, operando como uma escrita que surge de dentro para fora, com um alfabeto próprio, em contínua mutação.

Editor convidado: Sérgio Fazenda Rodrigues

 

Artistas / Artists:

AnaMary Bilbao, André Sousa, António Poppe, Bruno Cidra, Cristina Robalo, Gabriela Albergaria, Diogo Pimentão, Gonçalo Pena, João Queiroz, Jorge Queiroz, Pedro A.H. Paixão, Pedro Barateiro, Pedro Gomes, Rui Chafes, Sara Chang Yan, Susanne Themlitz, Von Calhau!

 

ensaios visuais / visual essays:

Armanda Duarte, Francisca Carvalho, Mattia Denisse, Paulo Lisboa, Vera Mota.


ensaios visuais + entrevistas / visual essays + interviews:

Alice Geirinhas e Mariana Gomes, Andreia Santana e Anna-Sophie Berger, Nuno Sousa Vieira e Rita Gaspar Vieira.

Autores / Authors: 

Antonia Gaeta, António Pinto Ribeiro, Carlos Vidal, Catarina Rosendo, Celso Martins, Cristina Robalo, Cristina Sanchez-Kozyreva, Filipa Oliveira, Gabriela Vaz-Pinheiro, Hugo Canoilas, Inês Costa, Isabel Carlos, Isabel Nogueira, Isabella Lenzi, João Maria Gusmão, Joana P. R. Neves, José Marmeleira, Lisa Sigal, Luiza Teixeira de Freitas, Maria Filomena Molder, Marta Espiridião, Miguel Mesquita, Pedro Valdez Cardoso, Sara Castelo Branco, Sérgio Fazenda Rodrigues.

 

 

Mais Detalhes

Voltar ao topo