Contemporânea#3

20,00 €

CAPA#3.jpg

Esta edição especial da Contemporânea ensaia um pensamento sobre as possibilidades da linguagem escultórica. Reflectindo sobre as novas abordagens conceptuais, formais e as suas particularidades definidoras. Que métodos, linguagens e propósitos assume a escultura na prática artística contemporânea?

Extensiva a uma variedade de elementos, materiais e disciplinas, estende-se e interliga outras áreas do conhecimento, como a sociologia, filosofia ou biologia, a programas de computador, animais, insectos e microrganismos. Vive no seu tempo, especulativo, incerto, delirante. Os universos artísticos presentes nesta edição são diversos mas exploram todos aspectos fundamentais do pensamento escultórico desafiando os próprios limites, a condição de ausência de medium e a própria arte. Ampliando, assim, as suas possibilidades, apresentam e observam diferentes realidades por vezes complexas, inacessíveis, instáveis, caleidoscópicas; são matéria em transformação, cintilante e frágil. Porque através do tempo, através da matéria, olhos nos olhos, contemplamos a vida; na sua bela e lenta catástrofe. Editora: Celina Brás

Artistas/Artistas: Ana Mazzei; Ana Santos; André Romão; Bruno Cidra; Andreia Santana; Ângela Ferreira; António Bolota; Belén Uriel; Carlos Bunga; Caroline Mesquita; Claire de Santa Coloma; Daniel Steegmann Mangrané; Doris Salcedo; Fernanda Fragateiro; Francisco Tropa; Gonçalo Sena, Joana Escoval; João Maria Gusmão + Pedro Paiva; Helen Marten; Igor Jesus; Jérémy Pajeanc; José Pedro Croft; Leonor Antunes; Mauro Cerqueira; Nikolai Nekh; Nuno Sousa Vieira; Maria Trabulo; Musa paradisiaca; Pedro Barateiro; Pedro Henriques; Pierre Huyghe; Vera Mota, entre outros. Contextualiza, igualmente, as gerações dos anos 70, 80 e 90 e o panorama actual internacional.

Voltar ao topo