Khandakar Ohida, vista de instalação. Bienal de Berlim, Akademie der Künste, Pariser Platz. Fotografia: dotgain.info

Contemporânea#8

Invisível, imaterial, emotivo e visceral, corpo de memória, espaço e tempo. O som enquanto medium, no contexto da arte contemporânea, é interdisciplinar. A sua prática híbrida prospera na fronteira entre disciplinas  — instalação, filme, performance, música experimental, escultura, tecnologia, entre outros. Transgressora, a sua diversidade e intangibilidade dificultam qualquer classificação. Esta edição especial da Contemporânea apresenta um formato inovador — um vinil — com a participação de vários artistas que utilizam e exploram o som nas suas práticas.

Projeto Cofinanciado pela UE
Subscrever Newsletter
Voltar ao topo