1 / 19

Editorial

Ana Cristina Cachola

 

Comunidade enquanto Imunidade é um projecto transdisciplinar, criado pela Contemporânea, que junta vinte artistas, curadores, académicos e críticos na reflexão e produção artística sobre as várias dimensões do presente na sua, inevitável, relação com a viragem pandémica. O projecto, que decorrerá durante 2021, tem como principal objectivo construir comunidade enquanto forma de imunidade social e cultural perante os desafios colocados por um presente de largo espectro que revelou a inevitável interseccionalidade da(s) crise(s) contemporâneas. Desta forma, reflete e propoõe modos de construir comunidade enquanto forma de imunidade social e cultural perante os diversos desafios, incertezas e precariedades diferenciadas instalados pela pandemia COVID-19. É neste momento crítico, porque de crise e de necessidade (da) crítica que se inscreve o projecto da Contemporânea.

Neste sentido, foram convidados a participar neste projeto vinte autores, com lugares de fala distintos e oriundos de campos disciplinares artísticos e académicos diversos (artes visuais, ciências da linguagem, cognição, crítica de arte, curadoria, literatura, música, performance, sociologia digital, entre outros) que se cruzam de modo a fomentar uma ecologia de saberes e formas colaborativas de agir no contemporâneo. Entendendo os processos de constituição de comunidade e de desenvolvimento de imunidade enquanto processos complexos, este projeto será desenvolvido e apresentado em momentos diferentes.

Num primeiro momento, terão lugar cinco workshops de mediação e reflexão com os vinte autores convidados, as instituições parceiras e a equipa nuclear. Cada workshop será dedicado a um tema: Proximidade à distância: modelos (pré́)existentes; Participação em e para além da Presença; Comunidade e Imunidade — a partir de Paul B. Preciado; Curadoria e Cura: virulência e contágio no pensamento contemporâneo; O Poder e a Acção da Programação Cultural: manifestos e manifestações. Além de constituírem lugares fundamentais de reflexão e diálogo, estes workshops pretendem criar condições de cooperação e colaboração entre os autores e as instituições parceiras, dentro e fora do âmbito da proposta da Contemporânea, e estabelecer as bases para a fase de criação de conteúdos inéditos por parte de cada um dos autores. Assim, num segundo momento, cada autor irá produzir um conteúdo inédito (que pode materializar-se em artigo, crítica, ensaio, ensaio-visual, ensaio-sonoro, leitura, performance, vídeo, entre outros) para a plataforma online da Contemporânea. Estes conteúdos, publicados faseadamente, serão, finalmente, editados e apresentados num jornal bilíngue que terá distribuição gratuita.

O conceito de comunidade(s), na sua polissemia e dinâmicas múltiplas, tem sido um dos mais problematizados, discutidos e criticados na academia principalmente pelas ciências sociais e humanas, no fazer artístico interdisciplinar e na malha organizacional activista. O contexto pandémico atual, abriu caminho a uma reactivação do termo que se manifestou de modo paradoxal. Por um lado, foram muitos os movimentos, formais e informais, que apelaram a (e efectivaram) laços comunitários de entreajuda e de reflexão conjunta; por outro, o termo comunidade foi, não raras vezes, instrumentalizado por estruturas de poder enquanto ferramenta lexical para generalizações e descrições da propagação do Coronavírus.

A partir do cruzamento disciplinar, e através de actividades que incidem principalmente na criação e na edição, online e em papel, Comunidade enquanto Imunidade pretende (re)activar o conceito, acção e agência de uma comunidade cultural diversa cujas práticas convoquem e articulem diversas disciplinas artísticas, campos diferenciados do saber e lugares de fala plurais que problematizem, de forma interseccional, questões étnicas, sexuais, de género e de pertença geográfica. O trabalho, e a posterior divulgação desta comunidade múltipla, diversa e representativa da tessitura que compõe o campo artístico (a residir) em Portugal, servirá como forma de imunidade social e cultural perante os problemas e problemáticas colocadas pelo momento contemporâneo.

 

Voltar ao topo