19 / 19

Art Travesti is Urgent 

Tita Maravilha

Travesti não se traduz, you don't translate Brazil.

 

Esse ensaio vem de dentro pra fora enquanto corpo questionamento num mundo surto.

Numa mistura de tesão e terror, apresento formalmente a plataforma de pensamento "ART TRAVESTI IS URGENT".

É importante reconhecer que minha proposta aqui não é revelar mistérios ou reconhecer ruínas de minha própria corpa-experiência. Apenas correr com o rio que tanto bate até que fura.

Importante acentuar também que para mim não é importante que reconheçam meu trabalho como bom ou ruim. Esse trabalho vem na tentativa de me salvar de mim mesma. A ARTE NÃO SALVA, saliva.

 

 

O binarismo centralizado e estruturado na base de tudo não me interessa. Todo mundo está em transição quando não se quer chegar em lugares muito óbvios. Transmuto com peitos de silicone que são asas, vivência sensível-hormonal, mulheridade delirante e resquícios de pau Brazyl.  Fiquei com o pior do mundo, me vingarei sobrevivendo e tentando ser feliz. Ser feliz é mistério, travesti é tudo que existe.

 

 

A “identidade de gênero” passa a ser denominada também poesia de gênero, abrindo porosidades das membranas liminares entre corpo e sensibilidade. As escritas de gênero ocupando os territórios movediços da literatura expandida(...)

Traveco-terrorismo: terrorismo-saber bélico-poético, político-prostético, ético-hormonal, perspectivo-travesti,

tupi-viado, trans-decolonialista, trans-antropofágico, autonomista-autoetnográfico, trava-contramachista, contato-transfilosofia, teoria-putaria. Em tríplice aliança, nossa bomba de efeito moral: corpo-desconformidade-protesto. Para além das construções de vestes, de gênero e de sexo.

                                              Tertuliana Lustosa,

Manifesto traveco-terrorista, 2016

 

 

Nada disso é sobre certezas ou querer chegar em algum lugar, já estou no lugar onde estou desde sempre, nunca parada, sempre em movimento de fogo, água, vento e trovão.

 

Fotos analógicas tiradas em viagem. Berlim, agosto de 2021.

                                                                                                                                  @fotitas_maravilha   

                                                                                                                                    1ª foto click Gadutra

2ª e 3ª foto click Tita

 

No final de 2020 e início de 2021 fiz uma campanha na internet para conseguir dinheiro suficiente para pagar uma operação cirúrgica que fosse digna. Eu não vou morrer.

Lembrando, não foi a realização de um sonho. Um sonho possível seria a destruição do patriarcado estrutural que tantas vezes me imobiliza, meus seios são apenas concretização de uma imagem que vem de dentro para fora. Meus peitos sempre estiveram comigo.

Copio e colo aqui o texto que escrevi para comunicar a campanha na internet:

 

 Oi amores e amoras.

 

 

Para quem não me conhece, sou Tita maravilha, travesti Brasileira ou a lenda da garota Pau Brasil. Ser Travesti é só mais uma das minhas subjetividades, também sou mulher latino-Americana imigrante morando em portugal, artista poderosa, potência lascada e muito mais….

Vim aqui para compartilhar um pouco dos meus processos de transição de gênero e a partir dessas pedir a colaboração de todes nesse momento crucial para minha trajetória enquanto corpa disforme.

Importante lembrar que nunca fui homem, que não nasci no corpo errado, para mim são apenas  ajustes de  detalhes para uma tranquilização da disforia que me acompanha em corpo e mente.

É MUITO POTENTE E ESTRANHO SER UM CORPO. E é nele que busco minha potente felicidade. Vou percebendo meu corpo com o tempo.

Iniciei os processos de terapia hormonal há mais ou menos 3 anos numa busca muito louca pela identificação e ajuste dessa corpa.

Nessa grande loucura, nesse momento da minha vida desejo muito ter seios maiores, engraçado como a nossa autoestima pode salvar nossas vidas difíceis. BELEZA COMO VINGANÇA.

E é para isso que compartilho essa trajetória de vida y art com vocês. Esse financiamento coletivo é para me ajudar nesse processo de conseguir MEUSSS PEITOOOOOO.

 

PLANEJAMENTOS:

— Preciso de 2000 euros para ajudar no processo de conseguir minha prótese de silicone em 2021.

— Já tenho uma parte do dinheiro, que fui juntando durante o ano de 2020 de uma forma bem suada, nesse primeiro momento da minha vida que tenho conseguido trabalhar só com arte. Momento difícil onde temos que cavar espaços, mas muito importante para ouvir as vozes que nunca são ouvidas.

— Em 2021 (que deyse permita) estarei no Brasil para gravar um filme sobre minha transição na cidade em que nasci (Pirenópolis). E meu planejamento me leva a pensar que nessa mesma viagem vou fazer essa cirurgia no Brasil e me recuperar na minha cidade com minha Família.

Obrigada por todos que possam se empatizar, bora juntes. Trago em mim desejo de transformação e que eu possa continuar potente na arte que proponho. Até já.

Costuro meu pensamento a partir do seguinte trecho publicado[1] pelas Nações Unidas, Brasil, no dia 03 fevereiro de 2021.

“Para marcar o Dia Nacional da Visibilidade Trans, 29 de janeiro, a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA) entregou o 'Dossiê dos Assassinatos e da Violência Contra Pessoas Trans Brasileiras 2020' ao Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e à Embaixada da Noruega, nesta quinta-feira (28), durante evento virtual. Em sua quarta edição, o documento chama atenção aos altos índices de assassinato que coloca o Brasil no topo do ranking de assassinato de pessoas trans novamente em 2020. Segundo dossiê,175 pessoas foram assassinadas em 2020 no país.”

 

 

[1] Montagem feita pela querida amiga e artista poderosa Iêda Figueiró.

 

PÓS-PORNO ANTI COLONIAL, TITA MARAVILHA OU “A LENDA DA GAROTA PAU BRASYL”

 

1: LENDA[2]:

substantivo feminino

Narrativa ou tradição escrita ou oral de coisas ou fatos fantásticos, muito duvidosos ou  inverossímeis.

Indivíduo conhecido por muitos e admirado pelos seus feitos, pelo seu talento ou pelo seu desempenho em determinada área.

História, modo de proceder, vida (de alguém).

Mentira.

2: GAROTA[3]:

substantivo feminino

Criança do sexo feminino. = MENINA Jovem do sexo feminino. = MENINA

Pessoa do sexo feminino com quem se namora. = NAMORADA, PEQUENA

Garota de programa - BR : Mulher ou jovem que vende os seus serviços sexuais sem se expor na rua, geralmente com negociação ou marcação.

 

3: PAU BRASYL[4]:

substantivo masculino

Árvore (Caesalpinia echinata) da subfamília das cesalpiniáceas, cuja madeira é avermelhada e muito resistente. = ARABUTÃ, IBIRAPITANGA, PAU-PERNAMBUCO

Afirmam alguns historiadores que o corte do pau-brasyl foi a primeira atividade econômica dos colonos portugueses na recém-descoberta Terra de Santa Cruz, no século XVI e que a abundância desta árvore no meio a imensidão das florestas inexploráveis teria conferido à colônia o nome de Brasil[5].

 

 

 

Hoje, 521 anos depois do chamado “descobrimento” do Brasil, escrevo enquanto há tempo. O meu corpo está cansado e a cabeça borbulhando, quase virando fumaça, fumo meu cigarro, penso em sexo, nas minhas amigas, na família, tudo isso enquanto bem garota uso minha calcinha vermelha. Vermelha cor de Brasil, cor de América Latina, cor de sangue derramado, cor de sangue nos olhos. Meu corpo é uma mistura de sensações híbridas onde tudo vira suco de fruta, mel, leite, flores e água no final. Se me perguntas: “Você é uma garota Latino Americana?” Eu respondo:

 

Serei uma vida castigada por Deus por invertida, torta e ambígua?

Serei um homossexual ornamentadamente empetecada, feminina, pobre, com inclinação sodomita capitalista?

Serei uma travesti penetradora de buracos voluptuosos dispostos a devires ardentes?

Ou serei um corpo em contínuo trânsito identitário em busca de prazer sexual?

Existindo múltiplas opressões e dispositivos de controle já não está claro se você é homem, mulher, gay, lésbica, travesti, transgênero, andrógino ou bissexual.

Hoje, a classe social, a raça, a educação, a localização, incidem dentro do conceito de gênero, ainda que alguns apaixonados pela heteronorma não queiram abrir seus olhinhos conservadores e ver a realidade exposta em seus próprios narizes.

Por que alguns não entenderão essa simples premissa?

Às vezes me esmaga o paradigma de estar presa a um estreito modelo de dois sexos.

Qual é a ideia de ser normalizados e que pareçamos um regimento?

Por que esta ideia favorece politicamente a América Latina? O que há de tão tormentoso em ser indiferente a entender em que caixa sexual você se encontra?  (PERRA, 2014, p 4 e 5)

 

Minha calcinha vermelha intrusa e sensual quer guardar Pindorama. O Brasil todo dentro da calcinha, a América Latina toda enfiada no meu cu. Um mix de prazer e escárnio, de sangue e gozo, de sexo e zombaria, de orgasmo fingido e história mal contada com a mais esplendorosa lenda do orgasmo da garota do pau Brasil.  Minha história se mistura com outras histórias, com as histórias das mulheres da minha família (da família como um todo, mas das mulheres em particular sempre me comunicaram intimamente), com a história das minhas amigas, com histórias de bares, becos e encruzilhadas dessas e outras vidas, e tudo isso vira eu, vivendo onde eu vivo, fazendo o que eu faço, e porque faço. Pergunta-me com quem ando e te direi quem sou. Sou travesti, mulher trans, mulher, latino Americana, brasileira, sudaca, não branca, artista, monstra, louca, linda de bonita, cheia de cicatrizes, etc..

 

11 desordem
12 processo

 

#AMOR

 

QUERO ARTE PARA FALAR DE AMOR

CARINHO SERVE????

NÃOOOO, SÓ DINHEIRO!!!!

 

VAMOS OLHAR PARA O QUE EXISTE DE MAIS BONITO EM MIM

MEU CABELO

MINHAS MÃOS

MEU CORAÇÃO PORRA

MINHA BUNDA

 

QUEM GOSTA DE PAU? PREFIRO DEDOS.

BONEKA GOSTA É DE DINHEIRO!

TÁ ACHANDO QUE TRAVESTI É BAGUNÇA[1]????

ART MUST BE BEAUTIFUL

TRAVESTI MUST BE MORE BEAUTIFUL

 

 

NÃO SE DORME NA EUROPA[2]

 

NÃO SEREI SEU OBJETO

PREFIRO SER AMADA, MAS TENHO QUE PAGAR MEU ALUGUEL

PÓS OU ANTI PORNO COMO POSSIBILIDADE CRIATIVA PARA ME REALIZAR SEXO-ESTETICAMENTE

 

BEIJA MINHA BOCA EM PÚBLICO

DESSA VEZ EU VOU GOZAR

BEIJAR É MAIS GOSTOSO MAIS CARO

COM CATARSE NO FINAL

 

JURA QUE ME AMA QUE EU JURO QUE ACREDITO EM VOCÊ.

ME DECLARO OFICIALMENTE:

​​​​​​​​

Manifesto:

 

Também a lenda da bixa lava pés

Sagrada, super profana, bem gostosa por dentro e bonitinha, de longe.

De perto carrega brasil na ponta do dedo, esmalte descascando

Tem que beber água e tudo que vai volta

Ela se tornou presidenta do Brasil que existe debaixo da terra.

Acabou o Brasil, disse Andressa.

Mas meninas, saudade na caminhação

E suspeito é todo o olhar torto que Andressa desentortou

 

Como diz minha amiga: “Se cada um de vocês me desse 10 centavos por cada risada que deram de mim eu já estaria rica”.

Eu sou a preferida da minha cidade

Eu amanhã mesmo vou comprar patins que me facilitarão a caminhada até o céu. CRIEI UMA CIDADE DENTRO DE MIM.

 

Mastiguei, mastiguei, mastiguei

E depois eu te engoli

E esse tem sido o problema, vocês não percebem que vocês já foram engolidos por mim.

 

Ninguém descobriu ninguém, isso não existe!!!!!!

SANTA CEIA TRAVESTI. Nem sagrada e nem profana.

Minhas amigas inventaram o Brasil. Capital de mim mesma.

Saudade e dor, sobreposição de inspirações.

Pra sobreviver ou compra feijão ou compra café.

Prosperidade e estrogênio pro Brasil crescer mais boniteeeee.

 

O Brasil não existe, suspeitou Tita no País das Maravilhas.

Nada mais gostoso que dormir dentro de mim.

Saudade da minha mãe…

Não sei qual o futuro dessa cidade, mas sei que hoje morro aos poucos.

Mais tarde tem festa, e nem todo mundo está convidado a entrar dentro de mim. Não fique tão à vontade com sal e pimenta para temperar.

 

 

NÃO VAMOS MORRER

GRITAMOS EM LOOP, MINHAS SUBJETIVIDADES ME BASTAM

DESTRADICIONALIZAR

PÃO QUE O DIABO AMASSOU

BELEZA COMO VINGANÇA

 

PAÍS QUE MAIS MATA MULHERES TRANS-TRAVESTIS DO MUNDO

E O QUE MAIS CONSOME PORNOGRAFIA TRANS DO MUNDO

A PALAVRA: REPARAÇÃO

ANTI COLONIAL, CONTRA MACHISTA, DELÍRIO SOBRENATURAL

NEM ATIVA, NEM PASSIVA

VERSACE

 

AOS QUE ACREDITAM NO INÍCIO DE TODAS AS COISAS

CELEBREMOS AS TRAVESTIS.

 

12
13

 

Equipe — amigues — presenças que fortalecem meu trabalho:

 

Direção de fotografia:

Gadutra

Artista trans-não-binarie do Rio de Janeiro. Tatuagem, fotografia, música, pintura e projeção/mapping. Sobre silêncio e intuição. 1/2 de Rezgate. Genderfluid pieces for transmutant people. Tecnomagia.

 

Styling:

Marine Sigaut

francesa radicada em Lisboa, tem se dedicado à direção de arte e a processos de criação artística desde 2014. Sua pesquisa flerta com a multiplicidade de linguagens, abraçando cenografia, figurino e  identidade visual. Tem criado um projeto de residência artística em casa — Ateliê Sigaut —onde os participantes experimentam, em conjunto, o encontro entre o vestir e a performance.

 

Make e Hair: ​​

Denny Azevedo

Nascido em São Paulo, Brasil, é especialista em beleza e visagismo, formado pela  L'Oreal Academie, atua há mais de 15 anos como beauty artist, além de figurinista e educador técnico em beleza. Multiartista, é também vocalista, compositor, e performer em seu projeto de música autoral, VENGA VENGA, desde 2013.

 

Agradecimentos especiais:

Luisa L'Abbate, Jaja Rolim e Ricardo Dom, Marina Rainho, Gustrava  e Cigarra.

 


 

Notas:


[1] Relatório Nações Unidas

 

[2,3 , 4] Significado das palavras Lenda, Garota e Pau Brasil no Priberam 

 

[5]  Ciclo do pau-brasil

[6]  Luana Muniz — Travesti não é bagunça — 7 Anos depois

[7]   VAMO AGIR HEIN? NÃO SE DORME NA EUROPA. NÃO SE DORME, GATINHA

 

 

 

 

Referências bibliográficas:

 

LUSTOSA, Tertuliana. Manisfesto traveco-terrorista. Concinnitas; ano 17, volume 01, número 28, setembro de 2016.

 

PERRA, Hija de. Interpretações imundas de como a Teoria Queer coloniza nosso contexto sudaca pobre de aspirações e terceiro-mundista, perturbando com novas construções de gênero aos humanos encantados com a heteronorma. Salvador: Revista Periódicus, 2a edição, novembro 2014 — abril 2015.

 

Voltar ao topo